sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Carta a deriva


Os dados ainda estão rolando
e o povo um herói aguardando
mas não existe salvador da pátria

E sim um sistema
que os políticos se adaptam
não queiram voltar ao passado
por ele já fomos crucificados

Não existe um novo cidadão
ele é um mineiro, que Minas disse não
ele representa o jeito velho de governar
no qual o povo aplaude a pobreza prosperar

Por isso fuja deste seu sonho inocente
não é um novo governo que vai salvar a gente
a luta tem que ser é contra este sistema
onde todos os partidos fazem parte, do mesmo esquema...

quinta-feira, 3 de julho de 2014

Rabiscos




"Com o lápis da vida eu me desenho; errando alguns traços eu sigo aprendendo..."

Por/ Saulo Prado

sábado, 21 de junho de 2014

Desfazer do que não se desfaz...


Dói o coração dói de mais
Mas o espírito quer paz
E eu cansei de sofrer

Eu sei; que o futuro é incerto
Mas o tolo um dia fica esperto
E eu aprendi o que tinha que aprender

Nada; irá tira este amor de mim
Mas às vezes é necessário o fim
E cabe ao casal isso escolher

Eu sei; que dentro de ti existe amor
Mas ele é alimentado por uma dor
Que eu nunca consegui compreender...

 

sábado, 17 de maio de 2014

Distinto





Dentro deste silêncio escuro
Não tenho força para quebrar este muro
E deixo a tristeza me guiar
Por lugares onde você não está

Dentro desta saudade que queima
A minha solidão te inventa
E em meus sonhos eu volto a te amar
Assim como o rio que vai a busca do mar

Dentro de um passado que ficou
Aprisionado, não sei mais quem eu sou
Talvez um poeta sem as suas poesias
Ou apenas um viciado no amor e suas teorias...

sexta-feira, 4 de abril de 2014

Eurídice




O poeta se alimenta de tristeza
Para enfeitar a sua vida de beleza
Ele mendiga da dor o amor
Como se um fosse o espinho, o outro a flor

E em sua fabrica de felicidade
Um dos ingredientes é a saudade
Saudade de algo que ele não viveu

O poeta busca a busca de Orfeu

Mas seu caminho não é igual
Sem os versos, ele é um mero mortal
Que se envenena com a sua vida
Sabendo que a morte é a única prometida...

 



---------------------------------------------------------------

terça-feira, 1 de abril de 2014

Meu novo jardim



Foram tantos copos de bebidas
Na tentativa de apagar o gosto da despedida
Foram tantas noites acordado
Bebendo e chorando um coração apaixonado

Mas hoje esta tudo diferente
Percebo o quanto era pequeno o amor da gente
Eu encontrei um sentimento de verdade
E sepultei de vez aquela medíocre saudade

Você pode até pensar que estou mentindo
Mas hoje sou um homem; não mais um menino
Eu descobri que o amor para ser verdadeiro
Germina como uma flor regada pelo jardineiro...
 






segunda-feira, 31 de março de 2014

Trajeto


Restam rastros nesta minha jornada
O passado ressurge como uma nova alvorada
Sou aprendiz dos erros que cometi
Por isso semeio as dores que germinam em mim

De uma coisa eu sempre tive certeza
A vida molda as nossas fraquezas
Por isso hoje, neste meu mais novo recomeço
Assumo e aceito todos os meus tropeços

Um novo passo em um novo caminho
Vou em frente com esta minha fé de menino
E no futuro quando esta vida chegar ao final
Irei renascer sabendo; que o bem venceu o mal....
 




sábado, 29 de março de 2014

psiu...




Escuta o que meu silêncio quer te dizer
Eu sei... Até eu não consigo entender
Mas tente, lute por algo que seja bom para a gente
Eu me perdi nesta relação
Te magoei; e fugi para não ferir o seu coração
E agora estou aqui perdido como uma folha ao vento
Trancado neste quarto com medo de que você esteja sofrendo
Eu sei que estou sendo covarde
Mas o medo de não te merecer, o meu peito invade
Por isso eu pe
ço mais uma vez
Escute o meu silêncio e diga; se é o não, a nossa vez?...

 
Por/Saulo Prado

quarta-feira, 26 de março de 2014

“Nunca precisou”




Mas uma vez perdi para o meu coração
Ele disse que sim e a vida disse que não
Eu pensei ter encontrado um amor compreensivo
Mas em relação há sentimentos sou um ser primitivo

Eu não sei qual de nós dois errou mais
Mas para saudade não importa quem abandonou o cais
Quando o sentimento é de duplo sentido
Os dois choram por um amor perdido

Não sei se posso esperar um futuro bom
Pois dentro do meu peito bate um coração fora do tom
E neste momento eu estou chorando por ela
Trancado nesta solidão a minha velha e triste cela...
 

terça-feira, 4 de março de 2014

Filho prodigo





Estou de volta ao “Meu Mundo Quadrado”

Deixo  de  lado  este nosso  mundo limitado

Quero  de  volta  a  liberdade  das  palavras

E nas rimas e versos reconstruir a minha estrada



Sou poeta que não sabe se tem espiração

Faço versos de verdades do meu coração

Aqui  me  liberto de toda esta ansiedade

Que é viver os traumas de uma sociedade



Por  algum  tempo;  daqui  vivi distante

Como um homem que abandonou a amante

Mas hoje eu sei que a felicidade depende da paixão

Por isso eu volto a escrever em meu  mundo  de  ilusão...



terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Minha cidade do inicio ao fim...





No seu silêncio frio e concreto
Faço da poesia o seu dialeto
Cidade que me inspira, e move o meu andar
Sou menino de Jataí; e ouso a sonhar
Por todas estas ruas, que eu já caminhei
Na delicadeza de suas meninas, eu me apaixonei
Pequena metrópole do meu interior
Jataí filha de Goiás, cidade mãe deste escritor

Aqui tudo que se planta um dia irá brotar
Pois esta terra pertence a quem sabe acreditar
Eu sei que um dia, desta vida irei partir
Mas quero ser sepultado no São Miguel em Jataí...

 
Por/Saulo Prado

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik