terça-feira, 16 de maio de 2017

Voz do peito...


Hoje quero falar do que me destruiu
Foi o pretexto de um medo que nunca existiu
Eu sei que a vida é uma aventura errante  
Mas os meus dias não são mais como antes
.
Hoje eu sei que sou bem menor do que um dia julguei ser
Mas em minha pequenez eu busco o caminho de crescer
E é por isso que hoje me afogo nas aguas da sensatez
Usando de uma precaução que me causa esta rigidez
.
Hoje depois de um longo tempo eu voltei a escrever
Neste meu diário de um homem que quer apreender
Mas nem por isso eu deixei de ter esta imensa paixão
Pelas palavras que saem deste meu saliente coração...
.



terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Persistência



Não tenho resposta para todas as perguntas
Mas continuo renascendo em todas as segundas
Sou uma grande parte  do que eu mesmo destruí
Mas me alimento é daquilo que eu quero construí

Entre o certo e errado, às vezes eu me perco no compasso
Mas mais importante do que as pegadas  é o próximo passo
A vida continua a me fascinar; mesmo neste momento de pesar
Eu sei que o barco pode estar  afundando. Quem sabe eu aprenda a nadar?

E mesmo que eu esteja dando murro em ponta de facas
Eu irei caminhar incessantemente nestas tortuosas estradas
Pois o caminho pode ser mais importante do que a chegada
E a vitória esteja no simples fato de não se deixar abater por nada...


segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Na trilha




Dentro deste quarto eu me perco no vazio
Mesmo tropeçando em objetos esquecidos
Uma televisão, a cama e o ventilador
E eu tentando me encontrar no teclado de um computador


Eu ando vivendo uma fase de desilusão

Mês redescobrindo em uma medíocre ambição

E o que mais me dói, é saber que a culpa não é de ninguém

É apenas a colheita de quem não soube fazer o bem


Eu já fui, e já voltei, varias vezes aos meus erros

Será que meus moinhos de ventos são os meus defeitos?

Mas mesmo que eu perca a luta mais uma vez para o dragão

Eu sei que todos os caminhos me levarão um dia à razão...

.

Por Saulo Prado

domingo, 31 de julho de 2016

Reticências



Eu não sei o que esta acontecendo
Se é eu ou você que esta se perdendo
Eu só sei que o amor ainda vive em mim
Então afaste para longe este Cálice com gosto de fim
De uns dias para cá tudo se esfriou
O nosso olhar como nunca; se desencontrou
Talvez a rotina esteja afetando nossa relação
E eu estou com medo desta sua rejeição
Mais saiba que eu também tenho orgulho
Por isso não vou ficar dando tiro no escuro
Um dia é da caça e o outro do caçador
Mas lembre-se o que esta em jogo é o nosso amor...

Por Saulo Prado

quarta-feira, 29 de junho de 2016

De novo no papel



Hoje eu estou escrevendo
Os versos deste meu mundo pequeno
Por muito tempo eu me calei
Desde que em seu amor me afoguei

Mas hoje ressurgiu a inspiração
Eu não sou mais vitima da solidão
Agora escrevo versos deste amor
Que do meu peito arrancou a dor

Antes as minhas poesias eram só de tristezas
Eu tentava arrancar da angustia alguma beleza
Mas agora eu posso escrever sobre a nossa felicidade

Pois você me salvou de uma antiga e triste saudade... 

Por Saulo Prado

Inebriado



Não faça de mim esta decepção
Os meus erros fazem parte da construção
Assim como o agricultor semeia a flor
Eu cultivo em mim o nosso amor

Eu sei que às vezes continuo a pecar
Mas qual é o aprendiz; que aprende sem errar?
Se os meus erros, os seus sonhos destrói
Não desista; pois o amor algo em mim constrói

Um dia quem sabe você vera que valeu a pena
A cuidar deste menino de alma pequena

Que se entregou sem medo, a estes seus esquemas...

Por Saulo Prado 

Entregue

Não me importa seus erros e nem os meus
Para mim tanto faz, pois meu coração é seu
Não me importa as suas crises de ciúme
Eu sei que o amor é uma faca de dois gumes

Sabe; quando ficamos um com raiva do outro
Eu sempre descubro porque o nosso amor é louco
Mesmo querendo ficar distante
A saudade nos transforma em dois amantes

Eu sei que você odeia me amar
Assim como eu odeio te desejar
Mas se isso tudo é mesmo necessário
Eu me rendo a você meu doce calvário....


Por Saulo Prado

terça-feira, 14 de junho de 2016

Entrelinhas







Sinto-me no direito em te dizer algumas palavras
Por mais que elas estejam fantasiadas
Eu sei que muita coisa você irá distorcer
E tentará me atacar para se defender
Mas te digo; por mais que o amor seja um porto seguro
Neste momento eu me sinto um cego dando tiro no escuro...






Por Saulo Prado

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik