domingo, 15 de julho de 2012

Vai embora...


Se todo mal que sinto
Vem deste seu confuso labirinto
É por que fui aprisionado pelo seu olhar
E esta sua mentira chamada amar

E hoje neste meu cárcere de solidão
Eu choro; por ter me envenenado nesta ilusão
Você foi; e é a minha maior mentira
A grande saudade antes da partida

Não sei por que ainda esta ao meu lado
Se o seu ódio, já é todo declarado
Por favor, vá, e permita-me tentar te esquecer
Quem sabe assim um dia eu consiga; voltar a viver...

3 comentários:

PERSEVERÂNÇA disse...

Lindo poema, meu poeta
Grande abraço.
Nicinha

Let's disse...

....minha fase atual...belo poema...bj

Amanda Costa disse...

Belo poema. Parabens Saulo Prado!
E obrigada pela sua visita nom eu blog, é uma honra receber sua visita!! Obriigada!!

http://blogamandacosta.blogspot.com.br/

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik