sexta-feira, 1 de maio de 2009

Pensador



Sou quase um analfabeto
sei as palavras
mas não a gramática
faço da poesia, meu refugio
da morfologia


Aqui estou livre de pontos,
Acentos, e travessão.
Souto para voar
sem necessidade de
professor, para me ensinar


A única matéria que preciso
e da  inspiração é ditada
por sentimentos, que emana
os versos, germinados no coração....


Saulo Prado


5 comentários:

Elaine disse...

Olá!
Que poema bonito!
Realmente, conhecer e saber usar as palavras também me parece mais interessante do que dominar a g´ramática...
Bom fim de semana, Saulo.

liláh disse...

nossa que poema lindo.
interessante o seu blog,vou seguir!
da uma passada la no meu,
beejo

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Meu poeta!Conheço exímios gramáticos que são incapazes de expressar sentimentos como você o faz.Gramática,sempre há tempo para se aprender,mas deixar a inspiração voar só pessoas com coração de poeta!!!

Beijo com carinho!

Sonia Regina.

Retalhos de Amor disse...

"germinados no coração"
Eis a essência do verso:
Sentimentos!!!

És sublime Poesia, Amigo Saulo!!!

Beijos mais, Amigo...
No coração!!!
Iza

Nicole Louise disse...

"faço da poesia, meu refugio da morfologia".

Belíssimo verde Saulo. Você é mais poeta do que todas as páginas da gramática (rs). :)

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails