quarta-feira, 11 de julho de 2012

Escrevo

Vivo em minhas poesias
Os amores, e minhas fantasias
Escrevo sem pudor o meu coração
Este devoto de uma grande paixão

Sou sentimento e alma

Uma brisa que nunca se acalma
Pedaços de tudo o que vivi
As letras que ainda não escrevi

Quero um dia saciar a minha sede

E tê-la em meus braços; como se eu fosse a sua rede
Porque de tudo o que ainda sou
Metade é desejo, e a outra; resquício de quem amou...
Por/ Saulo Prado

4 comentários:

Milton disse...

Adorei o poema!
Abraço forte!

Alécio Souza disse...

Quem ama escreve, muito linda sua poesia! Amigo, visite o meu blog, tem novos poemas pra vc apreciar.
Abs

PERSEVERÂNÇA disse...

Imagem e texto simplesmente belos!!!
Grande abraço
Nicinha

Alexsandro Menegueli disse...

Gostei muito dessa poesia,parabéns por tais estrofes!Visite- me ok?!
http://alexmenegueli.blogspot.com.br/

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik