sexta-feira, 6 de julho de 2012

Sou o lápis que te escreve




Mais do que só, eu sou solidão
As chagas de uma antiga paixão
Seus olhos se foram ficando em mim
Somente o seu brilho de anjo querubim

Tu és a brisa, que beija meu rosto
A água que deixa na boca o gosto
Sou seu menino carente de amor
O maior abandonado que convive com a dor

E assim vou vivendo este nosso teatro
Tendo a saudade como seu único retrato
Escrevendo poesias com o que sobrou de mim
Suplico  você;  antes  do  meu  fim...

3 comentários:

Paulo Matheus disse...

muito bonita sua poesia, parabens, vc tem muito talento. :)

Graça Pereira disse...

Um lápis que, com delicadeza, escreve poesia tão bela...
Beijo
Graça

Alécio Souza disse...

Amigo, é sempre muito bom ler as suas poesias, elas me inspiram e me motivam a sempre escrever!
Abs

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik