domingo, 18 de dezembro de 2011

Balada da solidão


Tanto tempo passou
Só a saudade aqui ficou
Você se foi como vai à primavera
Deixando somente a dor da espera

Depois do inverno, a primavera ira voltar
Só não sei se por você, eu posso esperar
Mas isso não é uma escolha minha
Amar-te é a minha grande sina

Por isso continuarei aqui, onde o tempo parou
Fazendo poesias, e te declamando meu amor
Por que eu sei que sem você, só sendo poeta
Para transformar a solidão nesta triste festa...

Saulo Prado

4 comentários:

AyméeLucaSs disse...

Olá,
Que lindo poema... Eu sempre gosto muito de ler o que você escreve. Todos tem um jeito agradável demais, tem grande sintonia e as rimas se encaixam com uma luva.
Este então eu adorei!
Te desejo um Feliz Natal!

Fatima disse...

Desejo que você tenha um ótimo Natal, cheio de alegrias, harmonia e tudo que a nossa Caixinha de sonhos nos faz acreditar. Que esse Novo Ano que se aproxima seja uma porta aberta para novos sonhos, renovações de fé e muita Paz para o nosso mundo. Feliz ano 2012!!!

Bjs.

Maria Amelia disse...

que linda poesia amei bjos.

Miss Lexotan 6mg disse...

Li suas postagens anteriores, quantas coisas bonitas você escreve =)

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik