quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Agre



Ansioso por saber  de mim
Entrego-me a escrita num poema sem fim
E como se fosse a minha direção
Deixo as palavras ditarem a minha emoção

Sou uma fagulha de curiosidade no mundo
Buscado aqui dentro algo que seja profundo
Qualquer coisa que a mim seja sensível
E explique um pouco deste meu eu incompreensível

Nada, poderá mudar este meu norte
Acreditar é tudo o que me faz forte
Pois prefiro viver como se tudo fosse milagre
Do que ser mais um; mergulhado em mar de mediocridade...

Saulo Prado

Um comentário:

Natália Campos disse...

Alma decidida, perseverante. Muito bom!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik