sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Legiões urbanas


O tempo passou, e eu não passei com ele
Fiquei aqui ouvindo legião
Esta velha batida do meu coração
E nesta minha adolescência de trinta e poucos anos
Eu refaço os meus velhos planos

Naquela louca esperança feliz
Eu sigo o caminhos escritos em giz
Mudaram as estações
E eu continuo com as velhas canções

Mentido para a minha maturidade
Em mim o que envelhece é só a idade
Fiquei preso no tempo que um dia foi bom
Tempo em que eu jurava que a felicidade era um dom...

Saulo Prado

5 comentários:

Artes e escritas disse...

O saudosismo dos mais velhos reflete-se em boleros, dos mais jovens é rock. Você é saudosista? Um abraço, Yayá.

Mar... disse...

Que saudades do Renato Russo...
Curti muitos shows do Legião...e capacidade que o Renato sempre teve para falar de amor e justiça é inacreditável...suas canções são retratos de um tempo que vivemos hj e que ainda vamos viver...
Marchamos para o Faroeste Caboclo...
Amei Saulo...
Saudades de vc menino...
Bjs carinhosos...

Nathaly disse...

vc já tem um livro amigo?
muito bom os teus poemas. Eu tbm escrevo, ta lá no eunaofaleiescritei.blogspot.com.
gosto de legião urbana e os conheci a pouco tempo.

Bjo
Nathaly

Renata Salazar Plothow disse...

O tempo passou, mudaram as estações mas os sons que atingem direto ao coração permanecem os mesmos...

beijos da Nef, Poeta!

Helinha disse...

Nossa...

Esse texto foi escrito pra mim??

Eu me sinto bem assim também...

Legião fez parte da minha adolescência e ainda hoje me acompanha na minha maturidade...

Enfim...

"Mas tudo bem... tudo bem..."

^^

Beijos!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik