quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Paradoxal


Cada segundo deste paradoxo
Sinto este meu jeito ortodoxo
Rígido com minhas convicções
E entregue a todas as minhas paixões

Nunca tive nenhum medo de pular
Heterodoxo às vezes não quero saltar
E é remando com minhas contradições
Que faço da duvida minhas grandes lições

Não tenho pretensão de ensinar ninguém
Mas  não   nasci  só para  te dizer  amém
Por  isso assumo  meu  jeito  louco de  ser
Nunca me importando com o seu querer...

Saulo Prado

5 comentários:

Lu disse...

Boa Tarde! Saulo

Muito bom! Seu poema!

"Todo poeta
é meio louco,
meio confuso.
Criam poesias
das coisas,
que os homens,
acham absurdo". [...] (Lu*Morais)

Abraço!

Shuzy disse...

Que honra ter você seguindo meu blog!
Vim conhecer o seu e, modestamente, estou seguindo também!

claudete disse...

Se não fosse a eterna dúvida nada seríamos , como fazer escolhas e seguir caminhando? Muito boa a forma como você colocou tudo isto com poesia. Feliz\ Natal!

Agência PSD Designer Ltda. disse...

LEGAL TEU BLOG... TO SEGUINDO.. SEGUE-ME

LUCRE COM SEU BLOG:
www.psdesigner.com.br/entretenimentos

Seu blog é divulgado aqui após cadastrar-se

SIGA-NOS:
www.psddesigner.blogspot.com
OBRIGADO....

Elaine Barnes disse...

ôh amigo, obrigada pelo carinho das palavras tão doces e gentis. Foi um ano difícil demais e de junho pra cá perdi a inspiração e me voltei pra resolver os problemas. Tentei ir repostando,mas, também não estava conseguindo visitar todos os queridos amigos . Resolvi então me afastar até ano que vem. Voc~e continua inspirado e excelente poeta. Parabéns! Montão de bjs e abraços agradecidos.

http://nosolhosdacoruja.blogspot.com/

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik