quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Abnegar




 Ao tempo que me consome
De um grande amor tenho fome
A espera de uma linda mulher
Eu vivo uma solidão qualquer

Inebriante como o amor
Da tristeza eu sugo a dor
E nas palavras tento esculpi-la
 Esta poesia que minha alma cintila

E como o sal tempera o mar
Eu me perco na conjunção de amar
Esperando a minha outra metade
Eu vou escrevendo as minhas saudades...

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik