domingo, 27 de novembro de 2011

Triste refrão


Dentro deste silêncio
Existe a fúria de um sentimento
Amor quando dói grita no peito
E a solidão consome o sujeito

Sou só eu sem você
E não adianta eu querer
Por mais que lute contra esta dor
Ela é a ferida de um grande amor

Eu tento  fazer da saudade poesia
Mas a solidão não se cura com a fantasia
E é por isso que sempre escrevo o mesmo refrão
Onde a felicidade não rima com o meu coração...

Saulo Prado

2 comentários:

Loivarice disse...

Boa tarde Saulo:

Esse amor que te consome
E tanto te faz sofrer
É como um botão de rosa
hoje está fechado
para amanhã florescer.


Que sua semana seja iluminada.
Loiva

Aline Valéria Ono disse...

Simplesmente Lindo!!!!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails