terça-feira, 4 de outubro de 2011

cataglotismo

Destino sem rumo
Assim me consumo
Com sonhos fugas
Estagnado neste cais

Vazio sem espaço
A rede é meu cansaço
Compromissos ineptos
Religiões sem adeptos

Palavras estranhas
Abstinência ou façanha
Assim que eu escrevo
O meu sentimento em relevo...
Saulo Prado

2 comentários:

Artes e escritas disse...

Ao terminar um poema, contempla-se o próximo...Um abraço, Yayá.

Olivia disse...

Muito interessante seu Blog,adoreeeei as postagens,são bem autenticas e desejos muita inspiração,pois já estou seguindo pra não perder nada
Espero sua visita no meu blog tb. http://ideiasdequiteria.blogspot.com/
Bjos
@quiteria__

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik