domingo, 25 de setembro de 2011

Posologia da dor


Tudo que eu te disse um dia
Fez parte de minha covardia
Eu era submisso ao medo
E escondia de mim os seus segredos

Você foi a maior mentira que acreditei
A verdade que para mim inventei
Mas hoje não é mais assim
Você é o câncer que arranquei de mim

Se quiser saber se agora sou feliz
Digo-te que a felicidade não me condiz
Pois tenho saudade da doença
Mesmo depois da morte você é a minha crença... 
Saulo Prado

2 comentários:

Maria Amelia disse...

oi poeta tudo bem com vc, esse poema é muito triste adoro quando vc escreve apenas romance feliz gosto muito mas esse ta muito pesado, bjos.

Unlucky disse...

You have an awesome blog! I'm going to enjoy reading it. Definitely following! :)

Self Shot - Girls & Guys these days have gone wild for uploading a picture on Face book .
Take a look here Selfshot for facebook

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik