quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Perdoar


Quero todo silêncio deste barulho
Quem sabe assim eu consiga me sentir seguro
Você sempre grita com este seu olhar
As mentiras que eu gosto de acreditar

Eu até posso fingir com você
Mas no final sou eu que vou sofrer
Porque o pecado não foi só a mordida
Assim como a saudade começa na partida

Por isso não precisa se preocupar
Ainda é você que vai comandar
Esta nossa confusa e premissa relação
Onde o meu amor sempre te dará o meu perdão...
Saulo Prado

5 comentários:

Artes e escritas disse...

O perdão existe quando existe amor em ambas as partes. Ps.Tem um selo comemorativo dos 300 seguidores do artes e escritas esperando por você : http://selosarteseescritas.blogspot.com/2011/08/300-wwwarteseescritasblogspotcom.html
Um abraço, Yayá

Luciano Braz disse...

fabuloso! otimo !

Parabéns Saulo.

Aline disse...

Amo seus escritos!
Sempre te leio!
Lindo poema!
Bom fim de semana
Aline

Serrano disse...

Gosto desta poesia

OceanoAzul.Sonhos disse...

O amor tudo perdoa. Lindo poema onde o amor ecoa dentro da mente e do coração.

Um abraço
oa.s

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik