domingo, 15 de janeiro de 2012

Veneno que não mata

Tão simples como uma canção
São as notas batidas do meu coração
Amor, ilusão, solidão e saudade
São os repertórios desta minha triste felicidade


Tão sedenta como minha boca
É a sede de você sem roupa
Poesia no gesto de amar
Sexo não é a palavra certa para se confessar


Tão mentira quanto a sua verdade
É a bondade desta sua maldade
Me conquistou para dizer adeus
Fazendo de si; Julieta sem Romeu...

Um comentário:

Aline disse...

Olá,bom dia
Conquistar para dizer Adeus!
Uma crueldade!
Beijos
Aline

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik