sábado, 14 de janeiro de 2012

Alma de dona

Mulher; com seus sonhos e desejos
Ela enfeita o mundo  com gracejos
E sabe seduzir sem falar


Mulher; flor singela dos meus sonhos
Sede e água  que eu componho
Em uma poesia chamada amor


Mulher; fruta fora da estação
Melodias e versos da canção
De quem não precisa cantar...


3 comentários:

mEu munDinHo LoUcO disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bruna Lima disse...

Eu sempre venho aqui, ler, reler e até indicar.
Seus textos são maravilhosos.

claudete disse...

Linda sua elegia à Mulher, de todas as estações. Abraços.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik