quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Longe de ti



Segredos que já foram todos contados
Mas que mesmo assim continuam guardados
Você não soube ler nas entrelinhas
Desculpe-me, mas a culpa não foi minha

Não venha me cobrar por uma paixão
Depois que você a jogou toda no chão
Foi   esta  sua frieza e a  falta  te  carinho
Que fez com que eu buscasse outro ninho

Agora é tarde para este seu arrependimento
O amor não é fruta que da de tempo em  tempo
Já  não  é  mais  seu  este  meu  coração
Por isso agora meu caminho é em outra direção...
Saulo Prado

2 comentários:

OceanoAzul.Sonhos disse...

Lindo poema, com muito sentimento escreve o coração.

um abraço
oa.s

S. disse...

muito bom. como já é costume

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik