sexta-feira, 1 de julho de 2011

Insônia


O sol esta nascendo
E a solidão se escondendo
Visto um sorriso para encarar o dia
E junto com as cobertas guardo a apatia

A caminho do trabalho começo a pensar
Até quando irei usar a rotina para me salvar
Salvar-me deste que é meu maior e único amor
Mas que foi embora deixando somente esta dor

Dor que tritura as minhas noites
Fazendo da insônia meu castigo de açoite
Eu não consigo nem mais sonhar com ela
Por que toda noite fico acordado a sua espera...
Saulo Prado

6 comentários:

Sandra Botelho disse...

Poxa, vc se superou poeta.Ficou linda sua poesia. Parabens pela inspiração. A minha anda a léguas de mim.Beijos achocolatados

kirah disse...

Tem mimo pra ti no meu blog

escolha um mimo e um desafio, ou todos, conforme lhe apetecer

bjus da kirah^^

http://doceluarr.blogspot.com/2011/06/pequenos-mimos.html

Paula Moraes disse...

Lindo seu poema, amei!
Parabéns!
Tem um selinho pra vc no meu blog, caso colecione, é uma forma de carinho e reconhecimento.
Bom fim de semana/
Bjs

۞Carla_Witch Princess۞ disse...

Oi, Saulo!

Tem presentes p/ vc no Vampire Place:
http://vampireplace.blogspot.com/2011/07/selinhos-seu-blog-tem-estilo-e-este.html

Espero q goste...

:)

Bjinhosssssss

Fil. disse...

Encontrar almas gêmeas de verso e poesia é coisa da mais bonita e mágica pra mim!

E numa insônia tão nossa... ah, obrigado por essas palavras numa madrugada tão só.

E até prometo dormir! (sorrindo).

Beijos.
(te sigo fremente)

Insana disse...

É um despertar para avida...

bjs Insana

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik