domingo, 9 de janeiro de 2011

Voz cega


Busco o silêncio em minhas palavras
Ou o sentido que a no nada
Quero sugar do vazio o excesso
Para que eu me entenda no avesso
E jogar tudo que estiver no regresso
Pelo caminho do recomeço
Não existiria sentido na luta
Se não houvesse a derrota
Porque em todas as batalhas
A vitória não importa
Ela é apenas uma ilusão
Para cegar o medíocre coração
De quem se deixa dominar pelo orgulho
Por não escutar a voz que existe depois do barulho.....

Saulo Prado

6 comentários:

††Fαℓℓєη Aηgєℓ†† disse...

"A vitória não importa
Ela é apenas uma ilusão
Para cegar o medíocre coração
De quem se deixa dominar pelo orgulho
Por não escutar a voz que existe depois do barulho....."

Adorei! Vitórias são muito passageiras, as derrotas ficam para nos ensinar. Claro que as vitórias devem ser valorizadas, mas or erros devem ser venerados.

beijo

Fallen Angel!

Karina Guimarães disse...

Gostei do ritmo do poema!

Karina Guimarães disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Priscilla Cavazzotto disse...

Olá!
Adorei seu cantinho e agora te sigo!
Beijos meus!
Uma ótima semana pra ti!

Elzenir Apolinário disse...

Sulao, agradeço sua visita lá no blog e gostaria de convidá-lo a voltar para responder uma pergunta. Abraços.

Thaíza disse...

Oi, passando para desejar um feliz ano novo. bjsss

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik