domingo, 6 de junho de 2010

O amor é cômico...


Eu perdi toda minha inspiração
Não vou mais rimar coração com paixão
Toda minha cafonice se esvaiu
Junto com você meu sentimento sumiu

Sou poeta que não tem amor
Por isso não termino mais o verso com dor
Agora escrevo só sobre o cotidiano
Você não faz mais parte dos meus planos

Eu sei que isto é uma grande besteira
Escrever criticando o que é asneira
Mas esta rima foi feita para explicar
Que a cafonice na verdade, esta no ato de amar....

Saulo Prado

8 comentários:

Calí das Mercês disse...

Hai ai... o que seríamos de nós sem as cafonices do amor??

Florentino disse...

e oque sería de nos sem este mundo poetico.

Denise disse...

Saulo, lindo...mas a primeira estrofe...A M E I...rs

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Meu Poeta!

Com certeza conhece a Fábula da Raposa e as Uvas...é o que me parece esta delícia de poema!!!

Se não o podemos ter vamos rir dele...mas sem negar as suas maravilhas!

Um beijo cômico!

Sonia Regina.

Monih disse...

O amoe é cômico... mas essencial!!

Adorei o poema... Aliás, adoro quase todos!!!!

Beijão e boa noite!!


http://agarotapsicose.blogspot.com/2010/06/se-o-ano-inteiro-fosse-inverno.html

romantic disse...

hummm adoro ser cafona!!!bom fim de semana pra vc!amei!

Sandra Botelho disse...

O amor não é cômico
Cômico é quem não sabe amar...
Bjos achocolatados e uma linda semana.

Branca disse...

Por amor fazemos coisas um tanto cafonas, cômicas, mas isso que deixa tão gostoso amar...essas bobeiras que só os dois compreendem.

TEnha uma excelente semana!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik