sábado, 30 de maio de 2009

Fato verídico

Hoje estou só

Depois de anos ao seu lado estou só

Teve fim um sonho de amor

Tudo que nós planejamos

Ficou para segundo plano

Como foi triste o adeus

Ao ver suas lagrimas

Quis pedir para ficar

Sabendo que nossa casa

Não era mais o meu lugar

Quando o portão foi fechando

Junto com as lagrimas meu mundo

Foi desabando, chorei ao ver você chorar

Sem entender qual o motivo

Que levou o nosso amor a acabar..




Saulo Prado


Paralamas do Sucesso - Meu erro

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Aparências

Nego os meus sentimentos

E alimento a solidão

Prendendo-me a um casamento

Só para causar boa impressão


Sou vitima da sociedade

Com sua falsa moral

Aonde manter a aparência

É mais forte que ser real


Também tenho minha parcela de culpa

Nesta situação; por aceitar a infelicidade

Em nome dos dogmas da religião...




sábado, 23 de maio de 2009

Sob o encanto de um vulcão

Este poema foi feito

Para falar de você

Minha linda menina

Meu maior gosto de viver


Em seus olhos descobri

O caminho do meu coração

E na sua boca

Desviei a rota,

Direto para o seu jogo de sedução


Perdi-me ao sentir

Este forte sabor de mulher

Gosto de fruta mordida

Colhida no pé

Seu jeito meigo e gentil

È uma doce ilusão


Pois, em um beijo

Sua sensualidade desperta

Como um adormecido vulcão,

Pronto para entrar em erupção

E derramar sobre a cama, lavas

Do orgasmo de nossa paixão...

Saulo Prado

Capital Inicial e Zélia Duncan - Eu vou estar





quarta-feira, 20 de maio de 2009

Minhas queixas

Suas queixas me fizeram mudar

Larguei a bebida e parei de fumar

Chego em casa cedo,

sem passar pelo bar

Afastei dos meus amigos;

E no sábado?

Não vou mais para o campo jogar


Agora vivo totalmente dedicado a este amor

Me transformei em um ser singular

Usando coleira só para te agradar


A pergunta que faço é:

Por que tive que mudar?

Se quando você me conheceu

E disse por mim se apaixonar

Eu era totalmente diferente deste homem

Que agora, você quer me transformar...


Saulo Prado

Zeca Pagodinho - Não Sou Mais Disso



segunda-feira, 18 de maio de 2009

Cinza com vermelho

Algo de concreto

Existe em nossa relação

Como a rosa que nasce

Pela fresta do concreto

Da calçada em frente ao portão


Da mesma forma que

A rosa vence

As pedras para nascer

É assim meu amor por você


A cada obstáculo

Eu tiro uma lição

Que me serve de rota

Em direção ao seu coração


E no contraste cinza com vermelho

Faço os versos que embalam nossa emoção

Rimando o abstrato com a exatidão

De coisas fugas,

Que tentam destruir nossa paixão....

Saulo Prado

NANDO REIS - POR ONDE ANDEI


domingo, 17 de maio de 2009

Seria cômico se não fosse trágico

Você foi um caso banal

Um passatempo de final de baile

Algo que para mim era só diversão

Mas como quem não quer nada

Você domou meu coração


Hoje esta interando três anos

De nossa relação,

E eu!

Que tanto te esnobei

Estou totalmente dependente

Desta paixão


Na vida, nunca podemos dizer

Que desta água nunca iremos beber!

Eu um dia, disse não a você

Hoje venho te pedir em casamento

Com o coração na mão

Morrendo de medo

De ouvir um não....


Saulo Prado

Frejat - Segredos


sábado, 16 de maio de 2009

Antálgico

Hoje saio em busca de mim

Quero encontrar um menino

Que deixei para traz

Ao lado de sonhos

De um mundo de paz


Paz que perdi

No momento que me entreguei a ti

Dona deste amor visceral

Que transformou o meu mundo

Em escravo, de um desejo fatal


Eu sei, que a culpa não é sua.

Fui eu!

Que não soube dominar este amor,

Entregando-me de corpo e alma,

Como se a vida não tivesse valor

E dependesse antagônicamente

do seu calor...

Saulo Prado


Eu vou Tentar Ira ! - Eu vou Tentar Ira !


sexta-feira, 15 de maio de 2009

Little Boy And Fat Man

Um menino com cogumelo

Visitou Hiroxima

Numa manha de agosto

Que não havia neblina

Ele foi de avião

E sua grande mição

Era mostrar que o

Ser humano

Não tem coração


Ele teve o poder

De deixar tudo cinza

Trazendo a morte

Em uma grande neblina


E seu amigo homem gordo

Foi a Nagasaki,

levar todo o ódio

Em forma de desastre


E no final da grande guerra

Todo o Japão ajoelhou-se,

Entregue ao desespero

E a uma única certeza

Que a guerra, nada mais é,

Que uma demonstração humana

De sua arrogante fraqueza...


Saulo Prado

Engenheiros do Hawaii - O Exército de um homem só


segunda-feira, 11 de maio de 2009

Quando chega o fim

Feche a porta bem devagar

Pode deixar as malas

Eu mando entregar

Eu sei!

Eu sei, sei que vou chorar

Mas às vezes o choro

É a única maneira de curar


Um sentimento de vazio

Que a solidão a dois, insiste em causar

Não sei quando, o amor acabou

Só sei quando,

O gosto do beijo mudou


Sua maneira ríspida de me tratar

Foi só mais um toque

Para eu te deixar

Hoje, deixo você parti!

Com meu coração gritando

Para te pedir, para ficar...


Saulo Prado


Bruno e Marrone - Pode ir embora


domingo, 10 de maio de 2009

Versos soltos

Rápido e voraz

Letras a espera no cais

Com overdose de solidão

Os versos pulsam

Na batida do coração

Sem procurar no dicionário

Palavras para enfeitar

Escrevo na poesia

Meu desejo de amar

Sem nenhuma pretensão

Faço-me poeta

Para o deleite

De quem gostar

De rimas feitas

Ao doce sabor

Do luar....



Saulo Prado

Titãs - Go Back (espanol) compressed

sábado, 9 de maio de 2009

Moral Cristã

Medíocre coração humano

Que escolheu como bússola

Os dogmas da religião

Deixando de lado, a moral

Exemplo de vida, deixado

Pelo o homem que era rei

Mas que viveu como

Um humilde camponês


Suas sementes não eram

Cultivadas em terras

E sim em corações dos

Que estavam preparados

Para aprender; que na vida

É muito mais importante

Ser do que ter...


quinta-feira, 7 de maio de 2009

Certo de não estar certo

Gostaria de te deletar de mim

E fazer do seu amor chuva de fetim

No nosso caso só eu me entreguei

Erro corriqueiro; que já virei freguês


Acho que gosto de sofrer

Por mulheres mesquinhas como você

Eu sei que para você fui só uma diversão

E que de nada, te importava, o meu coração


Tudo bem!

Agora sigo em outra direção

Com a certeza efêmera

De que não fui feito para a solidão...


Saulo Prado

Engenheiros do Hawaii - Refrão de Bolero


terça-feira, 5 de maio de 2009

Simplesmente Assim

Sou seu menino

Surfando em seus

Sonhos ilícitos

Fazendo do desejo

Fugas

O nosso porto,

De paz


Agora te quero

Em pedaço

Para te comer

Com colher

E no final rapa

Seu tacho

E fazer de uma

Só vez o nosso e

“Esculacho”



Saulo Prado

Cazuza - Todo amor que houver nesta vida


segunda-feira, 4 de maio de 2009

Do Fundo Do Baú

Rimas ao léu

Feito cartas, que já

Levaram-me ao céu.

Casos de antigamente

Que continuam presentes

Aprisionados em velhos escritos

Às vezes me servem de abrigo


As uso quando a ilusão,

Insiste em rondar meu coração

Sem ninguém perceber;

Abro o baú, e começo a ler

Amores nunca esquecidos

Só às vezes adormecidos


Agora? São apenas

recordações que me visitam

ao galope da solidão;

dádivas do amor

Que suga da poesia

Algum mero escritor....


Saulo Prado

nando reis - cegos do castelo


sábado, 2 de maio de 2009

Sem a grande cena de domingo


Senna (cena) que há quinze anos não vemos

Um campeão erguendo a bandeira

Verde e amarelo era a cor da vitoria

Que em dias de domingo

Levava o país a gloria


Herói sem super poderes

De carne e osso salvava um país

Da falta de patriotismo

E da vergonha de tempos de crises


Quinze anos depois

Não esquecemos a lição

De honrar com muito

Orgulho a nossa nação

Dádiva que devemos

Ao nosso eterno

Ayrton Senna campeão....


Saulo Prado


TV Rede Globo - Tema Da Vitória De Ayrton Senna


LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik