segunda-feira, 11 de maio de 2009

Quando chega o fim

Feche a porta bem devagar

Pode deixar as malas

Eu mando entregar

Eu sei!

Eu sei, sei que vou chorar

Mas às vezes o choro

É a única maneira de curar


Um sentimento de vazio

Que a solidão a dois, insiste em causar

Não sei quando, o amor acabou

Só sei quando,

O gosto do beijo mudou


Sua maneira ríspida de me tratar

Foi só mais um toque

Para eu te deixar

Hoje, deixo você parti!

Com meu coração gritando

Para te pedir, para ficar...


Saulo Prado


Bruno e Marrone - Pode ir embora


15 comentários:

Menina Robô disse...

Tenhas uma otima semana!

=D

Bjokas =*

Kariny

Sandra S. disse...

Pois é, o coração estará eternamente contra a nossa razão.

Belo post :)

Äмbзr Gïrℓ ⅞ disse...

é duro ir embora e levar lembranças.

parabéns pelo poema!

Blog Suicide Virgin

Paulo Tamburro disse...

BELEZA DE POEMA.

PENA QUE NA BLOGOSFERA SE ESCREVA TANTA COISA INÚTIL.

VOCÊ É UMA EXCEPCIONALIDADE, ENTRE TANTOS MEDIOCRES.

SEREI SEU SEGUIDOR.

UM GRANDE ABRAÇO.

Paulo Tamburro disse...

Alipas SAULO em grego quer dizer PAULO.

Estamos aí.

Viviana disse...

Olá Saulo

Gostei muito deste seu poema.

Estava a ler a última parte e a lembrar-me de alguem que conheço, que vai casar em breve...e para minha enorme preocupação, ela, já trata desde agora... com muita desconsideração o futuro marido.


Vamos ver o que vai dar...

Deixo-lhe um abraço

viviana

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Meu poeta!Maravilhoso e doído poema!Você usa as palavras como ninguém e acerta no alvo!!!

"Com meu coração gritando

Para te pedir, para ficar..."

Só você!!!

Um beijo ,com muito carinho!

Sonia Regina.

huga katia disse...

Esse poema falou diretinho no meu coração é muito triste qundo o amor acaba, pra quem vai e pra quem fica, mais pior é viver sem amor eu sei bem o q é isso.
bju

Fatima disse...

Olá Saulo!
Obrigada pela visita e por aceitar me seguir por ai...
Abrs.

Monique Frebell disse...

Quando o fim chegar o melhor a fazer é dar fim a tudo o que quer partir junto...

Deixar ir... se for seu, um dia há de voltar, se não for, é o tempo certo pra findar...

Besos!

cris disse...

Se não souber viver a solidão a dois insiste em se fazer presente.
Mas com o tempo a dor passa e serás feliz outra vez!

Lindas palavras!
bjussss

Cris.

Silvio Luiz disse...

Oi Saulo

Depois de mil palavras, o fim... eu costumo dizer que a dor da ausência de alguém ou de algo, às vezes faz bem... o coração acaba se acostumando!

Gostei do teu poema!
Abraço

Rosana disse...

Olá, quando se ama é muito difícil deixarmos a pessoa partir, ainda que vejamos que não temos mais nenhuma chance, o coração insiste em sangrar, mas as vezes inevitavelmente isso é necessário, beijo no seu coração e obrigada pela visita sempre.

Lucinha disse...

Bom dia meu anjo, ontem estive aqui e nao consegui enviar mensagem... passando pra desejar um lindo dia..

""Ao nascer, você não é uma árvore, você é apenas uma semente, que tem que crescer até chegar ao ponto do seu florescimento, e esse florescimento será a sua alegria, a sua realização. Esse florescimento nada tem a ver com poder, nada tem a ver com dinheiro, nada tem a ver com política. Tem a ver unicamente com você, com o seu coração. Sua obrigação nesta existência é se tornar uma celebração em si mesmo".
(Osho)
beijos em seu coração

Priscila Nagy disse...

Certa vez recebi uma massagem indiana e a terapeuta apertou o centro do meu peito, foi a dor mais alucinante que senti e ela perguntou que dor é essa? é como de uma perna quebrada? respondi, que não, era como a dor de amor, e é exatamente essa dor que seu poema expressa.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik