quarta-feira, 20 de maio de 2009

Minhas queixas

Suas queixas me fizeram mudar

Larguei a bebida e parei de fumar

Chego em casa cedo,

sem passar pelo bar

Afastei dos meus amigos;

E no sábado?

Não vou mais para o campo jogar


Agora vivo totalmente dedicado a este amor

Me transformei em um ser singular

Usando coleira só para te agradar


A pergunta que faço é:

Por que tive que mudar?

Se quando você me conheceu

E disse por mim se apaixonar

Eu era totalmente diferente deste homem

Que agora, você quer me transformar...


Saulo Prado

Zeca Pagodinho - Não Sou Mais Disso



12 comentários:

exoticlic.com disse...

nossa mto boa, e isso acontece em mtos relacionamentos a pessoa se apaixona mas depois quer mudar a personalidade do outro

Momentos felizes...(Juliana Moreira) disse...

Muito real... lindo poema ! Juliana
Moreira

Äмbзr Gïrℓ ⅞ disse...

se a mudança é pro bem, tem que existir. vida em dois é doação, mudança, renascimento, o abandono de velhos hábitos.

quem nunca muda, termina sozinho!

Blog Suicide Virgin

Menina Robô disse...

Nunca concordei com este tipo de relacionamento, amor é para se compartilhar a personalidade de um e do outro e não para se transformar em Singular...

Ah... Saulo vc é um amor, gostei do comentário do Anjo... =D

Bjokas =*

Kariny

David Monsores disse...

Bacana a poesia!
A mulher que se apaixona por um ser bohemio tem que viver num esforço constante na busca de entendê-lo ou então, desencanar de entender. Querer mudá-lo é inventar outra paixão.

Abraço!

David Monsores disse...

Bacana a poesia!
A mulher que se apaixona por um ser bohemio tem que viver num esforço constante na busca de entendê-lo ou então, desencanar de entender. Querer mudá-lo é inventar outra paixão.

Abraço!

♠کαи∂мαи♠ disse...

Temos q mudar qdo é para melhor, isso é fato, mas nunca mudar apenas por mudar,toda mudança implica atitudes diferentes, mas acho q so vale a pena mudar qdo é para melhor.
Blog Man in the Box

Rosana disse...

Olá querido, complicado, mas todos nós, num determinado momento queremos mudar aquilo que conhecemos anteriormente, não deveríamos, pois foi o que vimos a primeira vista que nos fez apaixonar, mas, o que fazer se "ser humano" é ser assim né? O importante é não mudarmos a essência,pois ai tudo perde o sentido, beijos em seu coração!

Sonia Schmorantz disse...

Tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos. Não percebem o amor que lhes devoto e a absoluta necessidade que tenho deles.

A amizade é um sentimento mais nobre do que o amor, eis que permite que o objeto dela se divida em outros afetos, enquanto o amor tem intrínseco o ciúme, que não admite a rivalidade. E eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos! Até mesmo aqueles que não percebem o quanto são meus amigos e o quanto minha vida depende de suas existências...

A alguns deles não procuro, basta-me saber que eles existem. Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida. Mas, porque não os procuro com assiduidade, não posso lhes dizer o quanto gosto deles. Eles não iriam acreditar.

Muitos deles estão lendo esta crônica e não sabem que estão incluídos na sagrada relação de meus amigos. Mas é delicioso que eu saiba e sinta que os adoro, embora não declare e não os procure. E às vezes, quando os procuro, noto que eles não tem noção de como me são necessários, de como são indispensáveis ao meu equilíbrio vital, porque eles fazem parte do mundo que eu, tremulamente, construí e se tornaram alicerces do meu encanto pela vida.

Se um deles morrer, eu ficarei torto para um lado. Se todos eles morrerem, eu desabo! Por isso é que, sem que eles saibam, eu rezo pela vida deles. E me envergonho, porque essa minha prece é, em síntese, dirigida ao meu bem estar. Ela é, talvez, fruto do meu egoísmo.

Por vezes, mergulho em pensamentos sobre alguns deles. Quando viajo e fico diante de lugares maravilhosos, cai-me alguma lágrima por não estarem junto de mim, compartilhando daquele prazer...

Se alguma coisa me consome e me envelhece é que a roda furiosa da vida não me permite ter sempre ao meu lado, morando comigo, andando comigo, falando comigo, vivendo comigo, todos os meus amigos, e, principalmente os que só desconfiam ou talvez nunca vão saber que são meus amigos!

Autor: Paulo Santana

Um lindo final de semana!
Abraço

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Meu poeta!

Real e lindo seu poema!Concordo plenamente com ele:porque tentar mudar a quem amammos?

Ninguém deve se violentar pelo outro,mesmo que por amor,amor este que nem sempre será reconhecido,que dirá o sacrifício!!!

A cada poema,mais perfeição!

Beijo!Sonia Regina.

Reflexo d'Alma disse...

Ei!
A palavra é
CONSTATAÇÃO...
Bjins entre sonhos e delírios

Elaine disse...

Olá!
Sabe que isso de querer mudar o outro é sinal de insegurança? E não são apenas as mulheres a cometer tal bobagem.
Boa semana, Saulo.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik