domingo, 17 de março de 2013

Feridas...

Dói em mim
Sentimentos que não consigo colocar um fim
Às vezes sou chicoteado pela saudade
De um amor que destilou em mim sua maldade


E assim vou chorando nas minhas escritas
Revelando ao mundo as minhas feridas
Como se fosse possível amenizar esta dor
De amar quem nunca me amou


Mas nem tudo é ressentimento
Ela teve um bom argumento
Por isso só me resta aceitar esta solidão
E viver com ela; somente no meu coração...

 
Saulo Prado

2 comentários:

Luna Blanca disse...

É a solidão que inspira os poetas, cria os artistas e anima o génio.

♥Fabi♥ disse...

Você escreve muito bem Saulo, sabe usar as palavras...
parabéns pelo blog.
bjs

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik