domingo, 29 de julho de 2012

Casal


Se tudo o que eu faço
Eu não tenho motivo para fazer
Se tudo que eu digo
Eu não tenho motivo para dizer
É porque eu sou a incógnita
Que existe entre eu e você
No passado houve sentimentos
E agora não passa de eternos momentos
A angustia dominou o nosso coração
E o que era felicidade, virou decepção
Mais tudo bem, vamos seguir assim
Eu odiando você, e você me odiando até o fim...


 
Saulo Prado

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Melancolia



A  tristeza tão presente como o ar
Compõe esta minha forma de chorar
Aqui; bem no fundo deste poço
As lágrimas refletem as angustias deste moço

Busco em cada detalhe uma esperança
Em uma poesia, ou em um sorriso de criança
Esta dor esta pungente em minha alma
E não encontro nada que me traga de volta à calma

Assim como os versos tristes destes refrãos
Danço no baile desta minha decepção
Sonhando com o novo dia que vai nascer
Quem sabe amanhã; a tristeza vá embora, e eu deixe de sofrer...


Saulo Prado

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Não pela metade


Não minta para mim, as suas verdades
Elas trazem resquícios de uma saudade
Eu só quero você, se for por inteira
Não te quero como nuvem passageira

Eu vejo em seus olhos outras lembranças

E não quero relacionar-me, só com a esperança
De que um dia eu consiga te conquistar
 
Não é usando-me; que ele, você vai deixar de amar

Por isso eu prefiro que seja assim

Um começo; começando pelo fim
Se você ainda ama outro alguém
Mesmo querendo-te; sei que não serei o seu bem...


 

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Simetria



Tento me perder nestas palavras
Quero escrever o que elas em mim calam
Busco aqui dentro deste peito, uma explicação possível
Que explique algo deste meu eu, incorrigível

E como se fosse uma corda que da o tom da canção
Deixo as palavras fluírem por minhas mãos
E assim elas vão se rabiscando no papel
Partes de mim, que passeiam entre o inferno e o céu

Busco o que não foi feito para buscar
Mais me contento com o caminho, que tenho que andar
E assim como se fosse algo que não tem fim
Eu eternizo os conflitos que existem em mim...

domingo, 15 de julho de 2012

Vai embora...


Se todo mal que sinto
Vem deste seu confuso labirinto
É por que fui aprisionado pelo seu olhar
E esta sua mentira chamada amar

E hoje neste meu cárcere de solidão
Eu choro; por ter me envenenado nesta ilusão
Você foi; e é a minha maior mentira
A grande saudade antes da partida

Não sei por que ainda esta ao meu lado
Se o seu ódio, já é todo declarado
Por favor, vá, e permita-me tentar te esquecer
Quem sabe assim um dia eu consiga; voltar a viver...

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Escrevo

Vivo em minhas poesias
Os amores, e minhas fantasias
Escrevo sem pudor o meu coração
Este devoto de uma grande paixão

Sou sentimento e alma

Uma brisa que nunca se acalma
Pedaços de tudo o que vivi
As letras que ainda não escrevi

Quero um dia saciar a minha sede

E tê-la em meus braços; como se eu fosse a sua rede
Porque de tudo o que ainda sou
Metade é desejo, e a outra; resquício de quem amou...
Por/ Saulo Prado

sexta-feira, 6 de julho de 2012

Sou o lápis que te escreve




Mais do que só, eu sou solidão
As chagas de uma antiga paixão
Seus olhos se foram ficando em mim
Somente o seu brilho de anjo querubim

Tu és a brisa, que beija meu rosto
A água que deixa na boca o gosto
Sou seu menino carente de amor
O maior abandonado que convive com a dor

E assim vou vivendo este nosso teatro
Tendo a saudade como seu único retrato
Escrevendo poesias com o que sobrou de mim
Suplico  você;  antes  do  meu  fim...

domingo, 1 de julho de 2012

Aqui distante


Sua voz tão distante sussurra em meus ouvidos
E a saudade me guia neste labirinto de perigos
Sozinho eu componho esta minha louca paixão
Envenenado pelo desejo e a companhia da solidão


Tão distante a sua presença me incomoda
Sinto você como a minha única namorada
Como posso ser tão submisso a sua indiferença
Fui novamente domado pela sua falsa carência


Não sei até quando; não serei dono de mim
Você é meu começo, o meio, e o meu fim
E é assim que eu vou vivendo estes meus dias
Construindo-te em cada detalhe, de minhas fantasias...


Saulo Prado

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik