sábado, 28 de janeiro de 2012

Minha princesa

Eu sei que você esta confusa
Não entende esta minha conduta
Eu sou um labirinto sem rota
A vitória que se conquista na derrota


Eu sei que você não me entende
Por isso acho que deva segui em frente
Eu sou o pecado de seu desejo
E a sede do nosso único beijo


Eu sei que às vezes fico calado
Não sou homem para ficar ao seu lado
Eu sou o sapo que não vira príncipe
Por isso não sou da sua estirpe...


3 comentários:

Aline Valéria Ono disse...

Simplesmente Lindo!!!

João Felipe disse...

Ami o seu poema, bem realista. Gostei também das rimas e da precisão dos vocábulos.
http://lugardoleitor.blogspot.com/
João Felipe Gomes

Luciano Braz disse...

Nem sempre somos exatamente o que se espera ... mas quado aprendem um pouco de nós, podemos ser irresistíveis. Abraço amigão. Passando para matar a saudades dos blogs..

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails