segunda-feira, 11 de abril de 2011

Mal perdedor


A noite se perde no caminho dos sonhos
E a solidão dança valsa com seu abandono
O medo me devora sempre antes da aurora
E as horas não passam enquanto à noite me apavora

Espero pelo sol como quem espera a liberdade
Pois a rotina é meu remédio contra esta saudade
Entrego-me ao trabalho na tentativa de te esquecer
Mas a solidão te traz de volta ao entardecer
                   
E junto com a noite chega à dor da decepção
Todo meu corpo se entrega as dores do coração
E  por   mais  uma  noite  eu vou ter que sofrer
A  triste  angustia  de  quem  não soube te perder...

Saulo Prado

4 comentários:

Claúdia Luz disse...

Bom dia !!

Lindo !! A noite é terrível... o vazio que ela trás !!


Lindo dia !!!

ॐ Carpe.Diem ॐ Por dentro... disse...

Toda noite eu tbm morro um pouquinho!
Então fique feliz, vc não está sozinho nessa escuridão!

Bjs doce poeta! :)


San

Negação de Irene disse...

A dor da decepção da noite...
Penso que há poucas dores piores que essa!

Anônimo disse...

pai te amo linda poesia

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik