terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Teatro de ideologias


Sendo o que não quero ser
Aprendendo a desaprender
Sigo  esta  vida   de   ilusão
Onde  o  amor  é   ficção

Em um roteiro escrito por mim
O  qual  ainda   não  sei  o  fim
Me divido entre mocinho e vilão
Seguindo delírios do meu coração

E é nessa minha peça da vida real
Onde eu não  sei  o  que  é  virtual
Que eu me alimento de desejos medonhos
Desejos que não sacia os meus velhos sonhos...

Saulo Prado

3 comentários:

{tigerin_hope}_H.'.THOR disse...

Oiee...
Passei para avisar que meu OKUT FOI CLONADO! Por isso venho fazer 2 pedidos:
1. Saia do antigo profile! Nunca se sabe o que essas pessoas podem fazer!
2. Me adicione no Novo Orkut...
http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=1741719393441778189

Um MUITO OBRIGADA!
Beijoks açucaradas,

みope✩ღ✩

PS: Não podia deixar de dizer que sua poesia me encanta cada dia mais! Quando crescer... vou ser poeta, que nem vc!

Poeta Renato Douglas disse...

Olá adorei teu blog, lindo mesmo! Faça uma visitinha ao nosso, e seja nosso membro, você é nosso convidado especial! http://poetarenatodouglas.blogspot.com/

Abraços : Renato Douglas

Faa Cintra disse...

Escreva o que você gosta de viver

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik