domingo, 30 de janeiro de 2011

Garoto de aluguel


Eu conquisto muitas mulheres
Mas não sou o que elas querem
Sou  nada mais que uma ilusão
Uma droga injetada no coração

Pode até parecer que sou pretensioso
Mas não vejo pretensão em ser um lobo
Eu não passo de um caçador fugaz
Que sempre termina chorando sozinho no cais

Não estou dizendo que em mim só exista maldade
E apenas que eu estou amaldiçoado pela saudade
Saudade de uma mulher que fez o que quis de mim
E que me transformou em um conquistador de botequim...


Saulo Prado

2 comentários:

CARLA STOPA disse...

Isso sempre acaba acontecendo, poeta...Adorei teu canto...

sara disse...

lindo, adorei!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik