segunda-feira, 19 de julho de 2010

Palavra


Detesto este barulho vazio
E sigo meu desejo no cio
Cada palavra uma nova visão
Assim os destroços do meu coração
 
Fragmentos em um mundo virtual
Às vezes é o bem e outra vez é o mal
Sentimentos que se esconde na máquina
Em um mundo que não se vira a pagina
 
Por tudo que escrevo morrerei
Em meu mundo que não inventei
Mas mesmo que tudo não acabe assim
Meus sonhos nunca irão ter fim...
 
Saulo Prado 

8 comentários:

Insana disse...

Sonhos sao eternos dentro de quem tinha tanto a realizar...

bjs
Insana

Pat. disse...

Os sonhos não podem nunca ter fim!

Lindos versos...
Beijos.

Sandra Botelho disse...

Todos temos um mundo em nós...Um mundo onde vivemos todas as nossas ilusões, decepções, fantasias...
E é nete mundo que as vezes enterramos nossos sonhos...
Por isso o legal é viver em um mundo só nosso, mas nunca deixar que nossos sonhos fiquem oclusos nele. Bjos querido tenha dias de sonhos...

Female disse...

Belissimo...
Bjosssssss

Thi disse...

O mundo de um poeta! ^^ Muito bonito!

*Mundo Particular* disse...

Lindissimo seu espaço , encantador e por isso vim lhe trazer um presente de coração. Espero que goste, passa lá no meu cantinho e traga pra vc . BjoOO carinhoso!!

Pat. disse...

Feliz Dia do Amigo bem especial para ti poeta!

Clecilene Carvalho disse...

Amigos - Vinícios de Moraes

Tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos.
Não percebem o amor que lhes devotoe a absoluta necessidade que tenho deles.
A amizade é um sentimento mais nobre do que o amor, eis que permite que o objeto dela se divida em outros afetos, enquanto o amor tem intrínseco o ciúme, que não admite a rivalidade.
E eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos !
Até mesmo aqueles que não percebem o quanto são meus amigos e o quanto minha vida depende de suas existências ...
A alguns deles não procuro, basta-me saber que eles existem.
Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida.
Mas, porque não os procuro com assiduidade, não posso lhes dizer o quanto gosto deles. Eles não iriam acreditar.
Muitos deles estão lendo esta crônica e não sabemque estão incluídos na sagrada relação de meus amigos.
Mas é delicioso que eu saiba e sinta que os adoro, embora não declare e não os procure.
E às vezes, quando os procuro, noto que eles não tem noção de como me são necessários,de como são indispensáveis ao meu equilíbrio vital, porque eles fazem parte do mundo que eu, tremulamente, construí,e se tornaram alicerces do meu encanto pela vida.
Se um deles morrer, eu ficarei torto para um lado.Se todos eles morrerem, eu desabo!Por isso é que, sem que eles saibam, eu rezo pela vida deles.
E me envergonho, porque essa minha prece é, em síntese, dirigida ao meu bem estar. Ela é, talvez, fruto do meu egoísmo.
Por vezes, mergulho em pensamentos sobre alguns deles.
Quando viajo e fico diante de lugares maravilhosos,cai-me alguma lágrima por não estarem junto de mim,compartilhando daquele prazer ...
Se alguma coisa me consome e me envelhece é que a roda furiosa da vida não me permite ter sempre ao meu lado,morando comigo, andando comigo, falando comigo, vivendo comigo, todos os meus amigos, e, principalmente, os que só desconfiam - ou talvez nunca vão saber -que são meus amigos!
A gente não faz amigos, reconhece-os.


LEMBREI-ME DE VC E VIM DESEJAR FELIZ DIA DO AMIGO.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik