segunda-feira, 12 de julho de 2010

A flor da pele


Alma sensível que chora
O seu mundo que apavora
Alma sensível de um homem
Que se alimenta de sua fome

Alma sensível e incapaz
De na solidão colher a paz
Alma sensível e distante
Do fogo de um corpo ofegante

Alma sensível que se isola
De um tempo de outrora
Alma sensível que quer
O amor e o libido de uma mulher...

Saulo Prado

9 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

Quem tem a alma sensível, sofre em dobro.
Um abraço

*Mundo Particular* disse...

Linda poesia. Muito encantadora.
Abraços e bom inicio de semana pra vc.

Sandra Botelho disse...

Belo poema amigo. Bjos na alma!

Gorete . SoLua disse...

"Alma sensível e incapaz
De na solidão colher a paz"

Concordo contigo, e sofre muito mais.
Lindo poema!

Doce beijo :)

Insana disse...

Alma que sofre que chora exagerada alma vendo sempre alem sentindo sempre antes sentindo com a alma, quando a dor chega ao coraçao já passou pela alma..

bjs
Insana

romantic disse...

muito sensivel este poema ,lindo!!!
um bjo!marcinha

Niina disse...

Poema delicado... que diz mto sobre o que somos nós mulheres!

Mr_YukioKin disse...

Lindo poema

Uma ótima semana para ti
abraços

Meri Aleixo disse...

Que alma livre tens...
que beleza tua forma de escreve

Que mundo sensível que vives...

abraço

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik