domingo, 25 de abril de 2010

Destroços

Minha maldade é meu veneno
E meu mundo é muito pequeno
Sou a hipocrisia do coração
A verdadeira mentira da ilusão

Meu veneno me fascina
E o inferno é minha sina
Sou o pecado que atrai
A solidão que te espera no cais

Nada do que fere me faz feliz
Mas a dor é bem mais do que eu quis
Por isso escrevo minha confissão
Eu sou escravo da sua compaixão...

11 comentários:

Liliana disse...

absolutamente lindo !

princesha disse...

muito inquietante.

Elaine Barnes disse...

Olá amigo td bem? Obrigada pelo comentário. A recíproca é verdadeira, tb adoro suas rimas e poemas. Esse eu já conhecia e admirei demais essa prosa com você mesmo. Bem, vou indo, combinei com a Sandra de levá-la conhecer a pça da Liberdade agora.Vamos prosear até dar cãibra na lingua rs...
Montão de bjs e abraços amigo

Pensamentos da Mila disse...

Olá Saulo!

Linda poesia, forte...

Bjs

Mila

*Maluh Mah* Marinha Luiza disse...

Liiiindo!

Sandra Botelho disse...

Vamos passear?
Bjos achocolatados
.. ...

Insana disse...

Somos na verdade escravos de nossos sentimentos de nossas vontade de ser escravo.

bjs
Insana

Mar... disse...

Olá amigo...fico feliz que tenha gostado do meu cantinho...vamos manter esse carinho virtual mas verdadeiro e seguir nessa caminhada de amor a vida...
Tenha um ótimo domingo...Bjs carinhosos...Mar...

Fátima disse...

Olá Saulo, nos permitimos estarmos acorrentados, mesmo que isso nos cause grande dor...escravos do coração.

Lindo dia pra você.
Beijo.

Maris Morgenstern disse...

se não fosse bom
se não fosse fascinante
se não fosse atraente
não seria proibido
não seria pecado

Gorete . SoLua disse...

Adorei ...

Doce beijo :)

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik