segunda-feira, 30 de maio de 2011

Coração na contra mão



Lutando contra mim
E resistindo até o fim
Esta o meu bandido coração
O devoto de uma antiga paixão

Impedindo a felicidade
Preenchendo-me só de saudade
E levando-me sempre a mesma loucura
Que é viver somente a sua procura;

Andarilho sem roteiro
Nos bandolins dos solteiros
Meu coração só que chorar
...por uma mulher que deixou de me amar...


Saulo Prado

6 comentários:

OceanoAzul.Sonhos disse...

Meu amigo Saulo, o poema é lindo. Acredito que corações feridos tenham o seu tempo para se restaurar, depois o sol voltará a brilhar.
Boa noite.
oa.s

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Meu Poeta!

Parar de sofrer não é a solução pois se isso acontecer ficaremos sem as "jóias" de seus poemas!

Um beijo carinhoso!

Sonia Regina

Fabricante de Sonhos disse...

Ahhhh meu poeta....
Esse coração não aprende nunca!

Mais uma bela poesia, amigo.
Te ler é sempre um prazer!

Beijos

cileléla disse...

As vezes não conseguimos seguir em frente...e vivemos apenas da saudade.Belissimo texto!:)

kirah disse...

aiaiai
ensina esse coração a mudar de canção e observar melhor o que o cerca, a felicidade pode estar tão próxima, não a deixe escapar por se prender à algo que já teve seu tempo e não foi...

bjus da kirah^^

Modeladora de Ossos disse...

Gostei deste ^^

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik