terça-feira, 15 de março de 2011

Meus sentidos


Quantos foram os versos?
Deste meu mundo complexo
Palavras sem nenhuma razão
Gritos mudo do meu coração

Quantas foram as poesias?
Desta minha vida vazia
Rimas sem  sentidos
Que às vezes foram abrigos

Quantas serão as vidas?
Deste poeta sem partida
Que vive na espera da chegada
...de uma mulher para ser sua amada...

Saulo Prado

4 comentários:

Sandra Botelho disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sandra Botelho disse...

Muitos com certeza, pois os poetas são infinitos em sentimentos e alargados em amor.beijos querido amigo.Tenha dias de amor

TODO MUNDO PROCURA AQUI disse...

Quando das lágrimas do pensamento sai, assim para o horizonte desconhecido encontra pelo caminho com certo ou com incerto a discutir, quem fala primeiro, a razão nos aproximando de valores, ou a essência do amor, nos dando privilegio para alma. abraços amigo da letras.

TODO MUNDO PROCURA AQUI disse...

Quando das lágrimas do pensamento sai, assim para o horizonte desconhecido encontra pelo caminho com certo ou com incerto a discutir, quem fala primeiro, a razão nos aproximando de valores, ou a essência do amor, nos dando privilegio para alma. abraços amigo da letras.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik