domingo, 22 de agosto de 2010

"Ou não"





Em muitos caminhos me perdi
Mas nunca deixarei de te seguir
Em muitas bocas só foram ilusão
Mas na sua encontrei o meu coração

Toda nossa historia se resume no amor
Sentimento que apaga o resquício da dor
Muitos e tristes foram os nossos tropeços
Mas a vida sempre volta a novos começos

Hoje depois da briga tivemos outra lua de mel
E juntos mais uma vez nós fomos do inferno ao céu
Eu e você formamos uma equação quase nunca exata
...A paixão tira de qualquer calculo a frieza da matemática...

Saulo Prado

10 comentários:

Maria Flor! disse...

Eu e você formamos uma equação quase nunca exata
...A paixão tira de qualquer calculo a frieza da matemática...

E o Amor tem lógica?
Existe resultado dessa matemática?

Muito bem descrito em sua poesia,
o amor nos leva ao céu ou inferno?

Quem poderá saber?
Apenas vivê-lo em sua imensidão!

Meus aplausos!

Beijos...

Valdja Maria disse...

Estou em viagem ,mas ja dei uma passadinha para alimentar minhalma,e perfumar minha imaginacao !Bom domingo

Lídia Borges disse...

Na matemática do amor apenas equações de afecto e ternuras sempre exactas.

Um beijo

jaqueline disse...

Ameiiiiiiiii, apesar do momento sem ilusao em relacao ao amor... ele deixe as pessoas cegas... mais e o velho ditado " o amor e cego"

Sandra Botelho disse...

teu poema me trouxe a mente este...


Grito em silencio

Grito em Silêncio
Agora que o silêncio é um mar sem ondas,

E que nele posso navegar sem rumo,
Não respondas
Às urgentes perguntas que te fiz.
Deixa-me ser feliz
Assim,
Já tão longe de ti como de mim.
Perde-se a vida a desejá-la tanto.
Só soubemos sofrer, enquanto
O nosso amor durou
Mas o tempo passou,
Há calmaria...
Não perturbes a paz que me foi dada.
Ouvir de novo a tua voz seria

Matar a sede com água salgada.

Bjos achocolatados

Insana disse...

Paixao é o que mata os momentos de amor.

bjs
Insana

Fátima disse...

Lindo!!

Beijo meu

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Meu Poeta!

Matemática e Amor jamis se darão bem:quando é para somar dividem ou multiplicam...quando é para diminuir somam prazeres ou...dores!!

Realmente não se entendem...mas o seu poema é uma equação perfeita e corretíssima!

Meu beijo e meu carinho!

Sonia Regina.

Rolando disse...

Olá. Boa tarde! Muito legal aqui. Lindas poesias. As vezes também escrevo. Visite-me. Abraços.

Gabi Spears disse...

Essa teve uma grande inspiração ein!
Muito linda sua poesia e muito verdadeira!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik