segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Meu cultivo


Você veio agora em minha mente
Por isso planto palavras como semente
No louco sonho de colher amor
Vou aqui semeando a minha dor

Lagrimas regam este meu canteiro
Onde a poesia se faz flor de janeiro
E a cada verso que brota do coração
Chuva se faz enchente de emoção

E neste meu defeito de escrever
Mais uma vez eu escrevo você
Este meu doce sonho de felicidade
Que transforma a realidade em saudade... 

Saulo Prado

3 comentários:

Cris: Diário ON Line disse...

Lindezaaa tem selinho pra vc no Diáriooo, vai laaa pegaaar...eeeh!! beijos beijooos

Anônimo disse...

Veja toda a verdade sobre a blogger Carpe Diem (http://euamoumcertorapaz.blogspot.com/) aqui: http://cores-de-outono.blogspot.com/2010/08/plagio-ii.html


São muitos mais os textos que copiou e anda a apagar todos os comentários de quem lhe diz o mesmo.

Fernández disse...

Da pra notar tua intimidade com a poesia, pois sempre que venho aqui deparo-me com belas poesias como essa.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik