sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Poço sem fundo


Esta dor pungente que esta em meu coração
Me afoga, em um poço de ilusão
Sinto uma vontade intensa de chorar
Pela minha incapacidade de te alcançar

Você esta tão distante, e brinca de ser amante
No começo também brinquei,
Com o fogo que me queimei
Não sei onde esta minha responsabilidade
Só sei que de mim se apossou a saudade

Agora mergulho neste poço sem fundo
Me afogando nas dores do mundo
Por um grande amor inconseqüente
Que se apossou, usou, e abusou
de duas vidas quase inocentes...


Saulo Prado

10 comentários:

Sylvia disse...

Muito bom! Vim retribuir a visita, e gostei muito daqui. Já estou te seguindo...

Bjs

Sonia Schmorantz disse...

No amor sempre há o risco de sair queimado, ninguém acredita até que aconteça...
Belo poema!
Um abraço, bom final de semana

miguel disse...

gracias por seguir mi blog
rstare pasando seguido a comentar

Olhos e pensamentos disse...

porque amar dói?

Olhos e pensamentos disse...

porque amar dói?

Olhos e pensamentos disse...

porque amar dói?

Dembiski Poesias disse...

Parabéns, nobre poeta...
A essência é que diz o que somos...
Podemos não enxergar o AMOR, mas sentimos no peito o seu QUEIMAR.
Estarei seguindo seu Blog.
Abraços
Celso

angela disse...

Tem um selo para voc~e no meu blog.

beijos

Menina Robô disse...

Querido amigo!
Não creio que amar dói...
se apaixonar sim... mas passa... tudo na vida passa.

Como sempre arrasando com suas poesias.

Beijos Saudosos!

Niny

Elaine Barnes disse...

Gostei por demais! Temos algo em comum, gostamos de coisas simples, escrita simples. Adorei! Deu o recado muito bem! bjs

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik