terça-feira, 11 de agosto de 2009

Toada da Vida


Inexpugnável é o poder de recomeçar
Caindo para aprender se levantar
A cada passo em nova direção
Excomungamos os vícios de antigas decepções



Por isso abana a poeira é a lei
Construir castelos com as pedras que trupiquei
Ir para frente sem olhar para trás?
É assim que o tolo faz



Não tenha medo de assumir que errou
E erre de novo, mas sempre com amor
Pois só assim um dia aportaremos no cais
Trazendo no rosto um sorriso de paz...

Saulo Prado


PS: Estes versos foram isnpirados em um texto de Sandra Botelho do Blog Meu aconchego inclusive foi a Sandra que escolheu o titulo, visite o blog dela vocês irão se surpreender...



7 comentários:

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Meu Poeta!

Já dizia o poeta Gonzaguinha:"Começaria tudo outra vez,se preciso fosse,meu amor..."

Agora leio o seu poema e você me diz igual,mas com seu jeito Saulo de ser que muito me agrada!!!

Um beijo!

Sonia Regina.

Retalhos de Amor disse...

"Caindo para aprender se levantar"
E como a vida nos ensinaria
senão pelos tropeços!?!

Belíssimo Poema-Reflexão, Saulo!!!

Beijos, meu Amigo...
No teu coração!!!
Iza

Angela Guedes disse...

Oi Saulo!!!
Adorei seu poema, ele nos mostra que sempre devemos aprender com nossos erros e usá-los para nos fortalecer e fazer melhor da próxima vez.

Juliana Lima disse...

Adoro seus poemas! sempre que posso estou aqui lendo-os!

passa la no meu blog que eu deixei um selo pra você!

beijos

Natália Janine Carneiro disse...

Muito bonito esse texto. Tô seguindo também. ;*

EDUARDO POISL disse...

Ninguém tem culpa
Daquilo que não fomos
Não ouve erros

Nem cálculos falhados

Sobre a estipe de papel;
Apenas não somos os calculistas
Porem os calculados

Não somos os desenhistas
Mas os desenhados
E muito menos escrevemos versos
E sim somos escritos

Ninguém é culpado de nada
Neste estranhar constante
Ao longe uma chuva fina
Molha aquilo que não fomos...

Autor: Desconhecido
Um lindo final de semana com todo carinho para você.
Abraços

Sandra Botelho disse...

Não é dificil dar um titulo, a um poema escrito com a alma.
É só ouvir o que o coração tem a dizer e ele logo nos diz...
E a vida segue, as vezes em uma toada leve, as vezes de forma tão rapida que nem vemos as coisas acontecerem, e nessa toada da vida nós desenhamos nosso caminho.
Parabens poeta.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails