quarta-feira, 18 de maio de 2011

Grito de liberdade

Eu quero vida para minha morte
Decidi que irei mudar o meu norte
Cansei;  de  ser  refém  da  solidão
Vou saciar a sede de amor, do meu coração

Uma nova paixão, ira me fazer acreditar
Que quem quer não se contenta, em só esperar
Por isso, novos horizontes eu vou conquistar
Na esperança feliz, que consiga deixa de te amar

Foram dois anos, que mendiguei seu amor
Gritando para o mundo, o tamanho de minha dor
Mas  agora  te  juro,  que  não  mais  será  assim
Chegou  a  hora  de  você  em mim  eu por um fim...

Saulo Prado

Um comentário:

Anelise disse...

Queria conseguir, definitivamente, tirar alguem de mim.
Lindo poema.

Beijos

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik