segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

Expulsos do paraíso

O pecado não tem sabor

quando é feito por amor


A maçã fica insalubre

quando a o deslumbre


E o que não mata fere

mesmo sendo coisa de pele


Ferida que não cicatriza

costela que foi esquecida...


Saulo Prado


9 comentários:

Delírios das Borboletas disse...

BELAS PALAVRAS.

ângela marques disse...

vim só agradecer, depois volto para comentar.


obrigada

D.Ramírez disse...

Muito bom o poema.gosto dos curtos que dizem muito.
Abraços

Juky disse...

Olá!

Peço desculpa, mas apaguei sem querer o seu comentário!

Agradeço por ter gostado do meu blog. Se não se importar, comente novamente. Peço desculpa.

Beijinho

Cleo disse...

Obrigada pela visita em meu blog, espero que volte sempre. Tuas poesias são um misto de alegria e dor, dor de viver, querer e nem sempre ser feliz. Mas a vida é feita de contrastes mesmo, que possas fazer da tua vida uma sentença de alegrias, cor, amor e bem aventuranças. Sejas feliz.
Beijos carinhosos.
Cleo

Debora Zibordi disse...

Olá, Saulo.
Agradeço pela visita em meu blog.
Vejo que você é muito dedicado em compor textos, parabéns.
Tchau e parabéns pelo blog.

Um amor prá recordar... disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Um amor prá recordar... disse...

Obrigada pelo comentário.

Estarei acompanhando o seu blog.
gosto muito de poesias, estarei sempre acompanhando as suas postagens e fazendo o meu comentário.
Um abraço!!!

Custódia Wolney disse...

Oi Saulo, obrigada pela visita e volte outras vezes! você é muito bem-vindo.
Parabéns por seu blog e por sua sensibilidade. Voltarei sempre!
Beijos.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik