sábado, 11 de abril de 2015

Histriônico



Em busca de atenção
Perco-me entre a realidade e a ficção
Sou um poeta a deriva
Que vive a sede de sua saliva

E nas curvas desta vida
Às vezes sou a chegada, outras a partida
Escondendo-me de suas verdades escondidas
Uma borboleta da família hespéridas

Mas nesta minha fabula real
Também vivo a luta entre o bem e o mal
Feito uma criança que não se cansa de brincar
Neste meu parque de diversão; que te convido a entrar... 

Por Saulo Prado

Um comentário:

Alécio Souza disse...

Olá amigo, td bem? Depois de muito tempo sem atualizar o meu blog eu estou de volta! É sempre bom ler as suas poesias, sempre me inspiram muito! Abs

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik