quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

O Indesejável que desejei...




Projeção de um amor que não tive
Em uma paixão que sobrou só deslize
Mentiras que cultivaram o amor
Que se secou com o frio calor da dor

Invenções de um sentimento infantil
A inocência em sua forma mais pueril
Sedes saciadas na saliva de sua boca
Quando tirávamos a nossa roupa

O eterno que não durou para sempre
Mas teve algo que ficou neste seu ventre
O fruto de um amor que não sobreviveu
É agora a doce prisão que encarcerou você e eu... 

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Me leve com você...

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

ME ENCONTRE TAMBÉM NO TWITTER! Basta um clik